skip to Main Content

Local-piloto: Ilhas Bijol

Várias explorações na Gâmbia foram lideradas pela Equipa Nacional de Implementação (ENI) enquanto parte do projeto ResilienSEA. Graças aos conhecimentos locais, pradarias de ervas marinhas das espécies Halodule Wrightii e Cymodocea nodosa foram identificadas com sucesso ao longo da costa das Ilhas Bijol.

As Ilhas Bijol situam-se na junção entre o sul do rio Gâmbia e o Oceano Atlântico, no interior da reserva de aves de Tanji e das Ilhas Bijol. O ambiente é caraterizado por uma biodiversidade incrível. Importantes ecossistemas de mangues, estuários, bancos de areia e dunas, arbustos costeiros e pradarias de ervas marinhas constituem os habitats de uma biodiversidade rica. As ilhas são um importante local de desova para as tartarugas marinhas. São utilizadas por uma série de aves marinhas para reprodução e os abundantes recursos da pesca são consumidos por muitos mamíferos marinhos (golfinhos-corcundas, lontras, etc.).

A pradaria de ervas marinhas identificada estava com uma saúde relativamente boa. É necessária uma maior exploração para cartografar a sua extensão total, bem como uma melhor comunicação com as partes interessadas e comunidades locais. Uma das atividades do projeto ResilienSEA será trabalhar com os parceiros locais a fim de adotar ferramentas de gestão integradas no sentido de assegurar a redução de futuras pressões sobre as ervas marinhas e alcançar uma utilização mais sustentável dos recursos marinhos.

Mapa do local-piloto

Back To Top